Mudanças no Sisu 2020 – Veja as novas regras para o sistema de seleção

sistema de seleção unificada

O Ministério da Educação prevê várias mudanças para o ENEM 2o2o, a começar pela digitalização das provas que deverá ser gradual até se tornar 100% virtual em 2026. Mas as novas regras fizeram com que também mudasse algumas situações para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) que usa a nota do ENEM para fazer a seleção de alunos para universidades federais do Brasil.

O programa de seleção unificada estão disponíveis mais de 130 instituições de ensino nacionais com vagas de ensino superior e todas elas geridas pelo Estado. Ou seja, em nenhuma delas é preciso pagar mensalidades.

sistema de seleção unificada

Como o ENEM muda o Sisu 2020

Quem entrar no sisu2020.info para conferir a nota de corte pode acabar nem percebendo as mudanças, mas poderá ter mudanças decorrentes do ENEM.

O ENEM é a porta de entrada para o Sisu. Por meio dele o candidato, até então, poderia se candidatar a duas vagas ao mesmo tempo quando fizesse a inscrição pelo site oficial do Ministério da Educação.

O sistema de seleção é um dos poucos a conseguir oferecer ao usuário duas tentativas de ingresso no mesmo processo seletivo. E tudo isso é permitido por conta do sistema considerar diferentes pesos para cada área de conhecimento cobrada no Enem. Ou seja, para determinadas vagas é mais interessante ter mais acertos em matemática do que português, e assim vice-versa.

Para se ter um exemplo mais prático do que se pode acontecer a partir do Sisu 2020 é que um vestibulando que escolhe colocar a nota do exame para tentar uma vaga no curso de Administração na Universidade Federal do Vale de São Francisco e na Universidade da Bahia vai ter a nota do caderno de ciências humanas multiplicada por 4. Enquanto isso, na Universidade de São Francisco todas as provas tem o mesmo peso, de um.

Com a mudança anunciada de cadernos do ENEM para 2020 priorizando outros tipos de cadernos – e se as universidades não mudarem até lá os critérios para admissão da alunos – os candidatos poderão ter as suas probabilidades de entrar nas universidades de forma diferenciada do que em anos passados.

Professores recomendam ter estratégia na hora de fazer a prova

Por conta dessas e outras alterações que estão feitas no sistema de seleção das universidades é que os professores recomendam cada vez mai ter uma estratégia na hora de fazer uma prova.

Quem quer passar no curso de história, por exemplo,não pode errar uma. Entretanto, quem quer um curso de exatas e erra uma ou outra de interpretação de língua estrangeira poderá mais tarde ser perdoado pelos critérios.

Aos candidatos se torna mais uma obrigação saber o peso de cada prova e encontrar uma forma de estudar cada um dos temas que caem com maior afinco. Como consequência, terão mais chances de conquistar uma boa nota para passar nas cada vez mais concorridas notas de corte do sistema de seleção unificada.

Não faltam histórias de universitários que conquistaram a vaga dos sonhos com muita determinação. Exageros não são necessários se seguir os horários com disciplina são o segredo de muitos estudantes que conquistaram as primeiras vagas das universidades federais. Boa prova!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *